domingo, 16 de maio de 2010

Animais Híbridos

Animais híbridos surgem da reprodução entre dois animais de espécies diferentes,que geram filhotes.O exemplo mais comum de animal híbrido é o cruzamento da égua (Equus caballus) e do jumento (Equus asinus), que resulta no burro ou na mula. Todos os animais híbridos são estéreis, devido a problemas cromossômicos no processo de meiose, assim, as células desses animais vão possuir um número híbrido de cromossomos que terão dificuldades em formar pareamento. Algumas dessas novas espécies ainda são produzidas através do cruzamento entre espécies, puro e simples até hoje, basicamente para serem usadas como atrações de shows e locais turísticos.

Veja alguns animais híbridos:

1. Zebrasno

O zebrasno é um animal híbrido, que resulta do cruzamento entre uma zebra e um asno.



2. Tigon

O Tigon é um cruzamento híbrido entre uma fêmea leão e um macho tigre. O Tigon não é tão comum como o Ligre, no entanto, no final do século XIX e início do século XX, os Tigons eram mais comuns que os Ligres.



3. Tambacu

Tambacu é um peixe híbrido entre tambaqui (Colossoma macropomum) e pacu-caranha (Piaractus mesopotamicus). Foi criado para combinar o maior crescimento do tambaqui e a resistência ao frio do pacu. Usa-se ovas de tambaqui e semem de pacu em reprodução artificial.


4. Pumapardo

Um Pumapardo, é um híbrido entre um puma do sexo masculino, e um leopardo do sexo feminino. O híbrido inverso não é conhecido, pois os machos de ambas espécies são maiores que as fêmeas (dimorfismo sexual)


5. Ligre

O Ligre, também conhecido pelo seu nome em inglês, liger (lê-se láiguer), é um híbrido entre um leão e uma tigresa. Daí vem o seu nome: ligre =leão tigre (liger= lion tiger).



6. Leopon

É um híbrido entre a leoa e um leopardo do sexo masculino.


7. Jaglion

Jaglion é um híbrido entre um macho de onça-pintada e uma leoa. Jaglions têm o pêlo castanho sobre a cor de fundo característico de um leão.



8. Huarizo

O Huarizo é um animal híbrido resultante do cruzamento de um lhama com uma alpaca. Suas características físicas são intermediárias às dos genitores.


9. Beefalo

O beefalo é um animal resultante do cruzamento genético de um bovino Bos bovis com 2n=60 cromossomos e de um Bison bison, bisão americano, com 2n=60, ou bisão-europeu, Bison bonassus. O beefalo é um animal robusto , inteligente e bastante curioso criado experimentalmente em centros de pesquisa.


10. Ashera

Ashera é um animal de caráter híbrido felino criado pela empresa "Lifestyle Pets" do ramo de biotecnologia.[1] Mistura de serval, gato leopardo asiático e gato doméstico, o Ashera é um animal exótico, raro.

As 10 plantas mais estranhas do mundo

10. Welwitschia Mirabilis: a planta mais resistente


A planta, nativa da Namíbia do deserto Namibe, na África, é realmente única: ela consiste de apenas duas folhas e um caule com raízes. As folhas continuam a crescer indefinidamente, e o caule engrossa, em vez de ficar mais alto, e pode chegar a dois metros de altura e oito metros de comprimento. A estimativa de vida dessas plantas é de 400 a 1500 anos, e elas podem sobreviver a até cinco anos sem chuva. A planta é utilizada na alimentação e seu nome popular na região, onyanga, significa “cebola do deserto”.

9. Dionaea muscipula


A dionéia é a planta carnívora mais famosa do mundo devido às suas armadilhas. A planta consegue sentir a presença de quase qualquer animal, desde formigas até aranhas. Ela então coloca as suas presas em posição de ataque e agarra a sua vítima em menos de um segundo.

8. A maior flor do mundo


De todas, existe uma planta exótica específica que é melhor você nunca encontrar. A Rafflesia Arnoldii é extremamente rara e tem 90 centímetros de largura e pode chegar a pesar mais de dez quilos. O problema da planta é que, quando ela está em seu habitat úmido, ela libera um terrível cheiro, sendo até chamada de planta-cadáver pelos nativos da Indonésia. O florescimento da planta é muito raro, e apenas 10 a 20% de suas sementes chegam a ser polinizadas.

7. Desmodium gyrans: a planta dançante



Vídeo da planta "dançando" clique aqui

A planta é conhecida como “mato dançante” ou “planta do semáforo”, devido ao movimento que as suas folhas fazem, que se assemelham a um semáforo. A planta tem um crescimento fácil, e dança alegremente mesmo na janela de uma casa.

6. Euphorbia obese: a planta do beisebol


Esta planta “gorducha” é originária da região do sul da África e é protegida por legislações nacionais e internacionais. Ela corre risco de extinção em seu habitat natural, mas cresce com facilidade em cultivos comerciais.

5. Amorphophallus titanum: a flor-cadáver



Outra flor que você não gostaria de ter por perto: esta flor, mais alta que humanos, fede terrivelmente e tem uma cor arroxeada que se assemelha a um cadáver. A flor, que também vem da Indonésia, é muito rara, e tem a maior inflorescência do mundo.

4. Baobá: a árvore-garrafa


O baobá é o nome comum de oito espécies de árvores nativas de Madagascar, existentes na África e na Austrália. Conhecida como árvore-garrafa, ela não apenas se assemelha a uma, mas também consegue guardar em seu interior até 300 litros de água!

3. Dracaena cinnabari: a árvore do sangue de dragão


 Esta árvore tem o estranho formato de um guarda-chuva, e foi descoberta e, 1882. A sua coloração avermelhada é considerada como o sangue de dragões de outras gerações, e era muito procurado como medicamento e tintura.

2. Mimosa púdica: a planta tímida


A mimosa é uma planta muito tímida, por assim dizer: suas folham murcham quando são chacoalhadas ou tocadas, e só voltam ao seu estado normal depois de alguns minutos. A espécie é native da América central e do sul. É conhecida em muitos lugares do Brasil como dormer-dorme ou dormideira.

1. Selaginella lepidophylla: A planta da ressurreuição



Também conhecida como a rosa de Jericó, esta espécie do deserto tem uma habilidade incrível de sobreviver a secas. Na falta de chuva ou umidade, a planta se enrola em uma bola e se desenrola apenas quando é exposta à umidade.

Bônus: A maior planta carnívora do mundo


Esta planta produz armadilhas espetaculares, que capturam não apenas insetos, mas também roedores do tamanho de ratos.

POR QUE QUANDO TAPAMOS O NARIZ NÃO SENTIMOS O GOSTO DA COMIDA?



Pessoal, eu comecei a reparar, agora no inverno, que ao comer chocolate e outros alimentos adocicados com o nariz entupido, aquele gostinho saboroso do doce não era sentido... parecia que estava comendo parafina rs... como será que isso ocorre? bem olhem a explicação.
É isso, parece incrível, mas nosso paladar é limitado a apenas 5 ou 6 gostos diferentes (doce, salgado, ácido, amargo, etc...) o resto é tudo cheiro!!!! Sim... Chocolate, pêra, maçã, batata frita e tantos outros sabores são construídos pelo cérebro a partir dos cheiros que os alimentos exalam, ou seja, moléculas dos alimentos sobem ao nariz enquanto a comida está na boca sendo mastigada.

Bom, tudo é culpa do de uma parte do córtex cerebral. Os neurônios dessa região combinam sinais de olfato, do paladar e ainda do tato (é preciso conhecer a textura do alimento, se está quente ou frio etc..). Das milhares de combinações possíveis, nascem o que chamamos de sabores! É por isso que quando estamos gripados, com nariz entupido, não sentimos o sabor da comida, pois só nos restam o tato (quente, frio, cru, ralado, etc) e o gosto (amargo, doce, azedo, etc).

Mas então para que serve o paladar, se ele não é tão importante para formar o sabor? A função do paladar é detectar sais, açúcares, íons de hidrogênio, aminoácidos, etc... e enviar essa informação para o hipotálamo (estrutura que regula o funcionamento do corpo), partindo da informação recebida, o hipotálamo se encarrega de ir preparando a digestão com antecedência. E isso funciona tão bem, que até hoje você não tinha notado a verdadeira função do paladar e muito menos a importância do olfato.